27 de jun de 2015

Dia 24: Velozes e Furiosos 7 (2 de abril)

Por volta de dois anos, minha sobrinha amada e linda falado a respeito de irmos juntas à pré-estreia da meia-noite de Velozes e Furiosos 7 (Furious 7). Ela é uma verdadeira e fiel fã, e mal podia esperar pra ver este último capítulo de um de seus filmes favoritos. Além disso, ela especulava ansiosamente a respeito de como Paul Walker iria aparecer no filme. 


Meu amor por ela é infinito... então eu estava ali, na madrugada de hoje, num cinema lotado de caras musculosos e machões que mal cabiam em suas cadeiras, para ver a continuação de uma série da qual eu somente havia visto o primeiro filme há quase quinze anos. 

Ok, confesso que eu amo as sessões da meia-noite, e não essa não foi nenhum sacrifício na verdade. Mas eu não suporto cinemas lotados, e a saga que se tornou essa sessão se mostrou um pouco demais até mesmo para mim. 

O filme é um bom entretenimento, ao menos quando os personagens estão calados. Eu já afirmei aqui que não sou exigente, mas algumas falas e diálogos eram de lascar, para além até dos usual "C'mon, goddammit!". As falas eram especialmente ruins quando ditas por Michelle Rodrigues. Mas o filme é diversão, e algumas piadas sobre os próprios clichês no filme são ainda mais engraçadas (Dwayne The Rock Johnson, sem nenhum constrangimento, explode o gesso no seu braço com a flexão de seus músculos apenas. Algo assim não tem preço). 

O ponto-chave aqui é a ação, e o filme nunca desaponta nesse sentido. As cenas de ação são concebidas de uma forma tal que constantemente nós temos de lançar um olhar incrédulo à pessoa ao lado, enquanto rimos alto, para retornar os olhos para a tela, esperando pela próxima acrobacia (enquanto ainda tentamos esquecer os diálogos horríveis). Mas eu tenho de dizer que o filme foi comprido para além da conta: nos últimos 30 minutos, eu pensava como ele já poderia ter terminado sem nenhum prejuízo para ação ou a história (...). 

E, claro, houve a esperada homenagem a Paul Walker, morto em acidente de carro em novembro de 2013, aos 40 anos de idade. O elenco já estava filmando Velozes e Furiosos 7, que foi interrompido até a produção decidir como agir. Bom, a decisão final foi respeitosa, adequada à série, e bastante tocante a verdade - eu estava em lágrimas na cena final. Por conta disso eu recebi um olhar desdenhoso da minha sobrinha - ela estava emocionada também, só não quis admitir, até mais tarde, quando me contou que essa havia sido a sua parte favorita em todo o filme. A minha também. 

http://onemovieadaywithamelie.blogspot.com/2015/04/day-twenty-fourapril-2.html
Velozes e Furiosos 7 (Furious 7)Dirigido por James Wan. Com: Vin Diesel, 
Paul Walker, Michelle Rodriguez, Jason Statham, Dwayne Johnson (Ao se colocar
Vin, Jason e Dwayne lado a lado, não há espaço na tela para os três). Roteiro: Chris 
Morgan, a partir dos personagens criados por Gary Scott Thompson .  Japan/EUA, 
137 min., Dolby Digital/Datasat/SDDS, Color (Cinema). 


PS: Fragmentos: A Mulher do Açoqueiro (The Butcher's Wife, 1991 - um filme pequeno e desconhecido que eu adoro, com um Jeff Daniels divertidíssimo); a infelizmente muito curta série 10 Coisas que eu Odeio em Você (10 things I hate about you, 2009), Jesse, 2011 (que é muito para mim, mas minha sobrinha ama... então eu vejo também :).

Nenhum comentário:

Postar um comentário